Della Motta critica Estado pelo abandono do antigo prédio da Unesp  

Por samuel.hc em Ter, 28/06/2022 - 13:00

VEREADORES NA TRIBUNA

Della Motta critica Estado pelo abandono do antigo prédio da Unesp  

O vereador Della Motta (PODE) em sua fala na manhã desta terça-feira, 28 de junho, durante a 22ª Sessão Ordinária na Tribuna iniciou falando sobre a importância do Legislativo abrir espaço e atender as demandas da comunidade.

O parlamentar comentou sobre a necessidade de contribuir no esclarecimento, facilitação e funcionalidade das Leis criadas em benefício da população. ‘Tudo o que a gente faz é abrir portas para as pessoas, jamais podemos deixar de atender’ disse.

Outro ponto abordado pelo vereador foi sobre o descaso com prédios públicos e citou o exemplo do caso que repercutiu durante a semana após invasão na antiga estrutura que abrigava a Unesp no Centro de Franca. ‘É um descaso total, é uma falta de consideração e aqui vem o meu repúdio principalmente ao governo do Estado de São Paulo quanto a esse prédio que é um monumento histórico’ criticou.

Della Motta esteve no local verificando as condições e lamentou a precariedade da estrutura. ‘O Estado parece aquele inquilino que não paga aluguel, está correndo e abandonou o prédio’.

O parlamentar lembrou que o prédio tem 134 anos, citou a primeira utilização em 1888 com o extinto Colégio Nossa Senhora de Lourdes e posteriormente sendo encaminhado à Unesp até 2021, quando houve transferência para a estrutura do campus na avenida Eufrásia Monteiro Petraglia.

‘Nós tínhamos lá doze escritórios regionais, estão cada vez mais tirando e abandonando. Passei lá hoje, o portão já estava fechado depois de várias filmagens no imóvel, é uma área de 13 mil metros quadrados (...) e o Governo do Estado que estava como inquilino sai e abandona um prédio daquela grandeza’ enfatizou.

Della Motta ainda enfatizou ‘a Unesp não vai ter condições de fazer a reforma lá’. E citou as dificuldades enfrentadas pelas universidades públicas com a falta de recursos e que a reforma no prédio custaria mais de R$ 12 milhões de acordo com dados de estudo apresentados pela direção local da Unesp.

O parlamentar criticou ‘as malditas heranças do Governo do Estado, perdemos a Escola Nadeide Scarabucci, tem o esqueleto que também é prédio oriundo do Estado (...)’

E concluiu ‘estou pensando em fazer uma representação no Ministério Público, porque na realidade o Estado lavou às mãos e jogou em cima da nossa universidade, e o que vamos fazer com aquele imóvel? ’

Saiba mais sobre as informações da Câmara Municipal de Franca pelas redes sociais FacebookYoutubeFlickrTwitter Instagram. E também pela TV Câmara pelo canal aberto digital 6.3

(Comunicação Institucional da Câmara)