Vereadores cobram solução para prédio de escola abandonada na Vila São Sebastião

Por samuel.hc em Ter, 10/05/2022 - 13:31

NOTÍCIAS – CÂMARA DE FRANCA

Vereadores cobram solução para prédio de escola abandonada na Vila São Sebastião

Os vereadores debateram na manhã desta terça-feira, 10 de maio, durante a 15ª Sessão Ordinária o Requerimento nº 164 de 2022 de autoria do vereador Della Motta (PODE) sobre o valor gasto na reforma da Escola Professora Nadeide Lourdes Oliveira Scarabucci.

Na oportunidade também foi feita a leitura na íntegra do Ofício 16/2022 protocolado na Casa de Leis pelo Conselho Municipal de Educação com diversos apontamentos ao Ministério Público sobre o descaso com a unidade.

O documento cita o acompanhamento feito após a devolução do prédio do Estado ao Município e ressalta vistorias feitas no local inclusive com representantes da Diretoria Regional de Ensino. E destaca as cobranças quanto a execução de obras para revitalização do prédio.

O problema se arrasta nos últimos anos e o tema gerou discussão em Plenário. O vereador Della Motta (PODE) parabenizou a atuação do Conselho Municipal de Educação e destacou que fez cobranças por Ofício ao Ministério Público em 11 de julho de 2019 com a documentação anexada da Secretaria Estadual de Educação e citou sobre novos questionamentos feitos pela Casa de Leis.

‘Realmente quando foi feita a transferência do Estado para o Município, a escola estava praticamente impecável e fomos ao Ministério Público para fazer uma representação’ lembrou.

O parlamentar ainda citou ‘no final da gestão passada iniciou-se uma reforma no imóvel depois de uma depredação tamanha, a única coisa que restava era a quadra, o restante foi subtraído’.

Della Motta enfatizou ‘eu quero chegar na responsabilização do Poder Público no tocante aos prédios abandonado, e esse prédio não foi um esqueleto que foi transferido, foi um prédio que estava íntegro, em condições ideais para uma creche ou qualquer coisa para do Poder Público’

E criticou ‘inércia do Poder Público, a inércia do gestor, necessita ser responsabilizado pelo Ministério Público (...) não pode passar em branco um tamanho descaso com imóvel daquele’

O vereador Gilson Pelizaro (PT) lembrou da importância da unidade na formação da população e criticou ‘quando deixou de interessar ao Estado que construiu uma outra escola nas proximidades, simplesmente entregaram a chave e houve um abandono completo’

O parlamentar ressaltou ‘não colocaram segurança adequada, causou um transtorno para toda aquela região (...) muitos usando drogas dentro do prédio, arrebentaram o imóvel, tiraram as portas, torneiras, pias (...) foi uma bomba de efeito retardado que caiu no colo do prefeito Alexandre e administrativamente ele tem que tomar uma posição e realmente fazer funcionar alguma coisa lá’

O vereador defendeu o envolvimento com os órgãos fiscalizadores como, por exemplo, o Conselho Municipal de Educação e a participação popular nas decisões do governo e lamentou ‘aquilo é dinheiro do povo jogado na lata do lixo’

O vereador Marcelo Tidy (União) criticou ‘houve uma incompetência total na manutenção do prédio, e por isso a gente fica apontando os erros, e estamos cobrando constantemente porque se não tiver dedicação e cuidado, infelizmente no futuro vamos ter outros prédios como esse’

Saiba mais sobre as informações da Câmara Municipal de Franca pelas redes sociais FacebookYoutubeTwitter Instagram. E também pela TV Câmara pelo canal aberto digital 6.3

(Comunicação Institucional da Câmara)