‘Não existe vacina contra violência sexual, nenhuma criança está imune’ alerta palestrante na Câmara

Por samuel.hc em Seg, 16/05/2022 - 15:50

NOTÍCIAS - CÂMARA DE FRANCA 

‘Não existe vacina contra violência sexual, nenhuma criança está imune’ alerta palestrante na Câmara

As ações de combate e prevenção à exploração sexual de crianças e adolescentes foram debatidas durante palestra nesta segunda-feira, 16 de maio, no Plenário da Câmara Municipal de Franca.

Participaram do encontro conselheiros tutelares de várias cidades da região de Franca e a capacitação marcou as atividades alusivas ao ‘Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes’ comemorado no dia 18 de maio.

A capacitação foi ministrada pela palestrante Anna Luiza Calixto que atua na área do direito da criança e do adolescente desde 2008. É autora de seis livros como os títulos, Pronto ou não, lá vou eu! e Bem me quer, mal me quer?.

Palestrante e fundadora do Projeto Social Os Cinco Passos, ferramenta de cidadania itinerante que leva as pautas dos direitos humanos, participação sócio política e prevenção às violências para as salas de aula de quatorze estados brasileiros, em contato dialógico com meio milhão de estudantes.

Representa o estado de São Paulo no Comitê Nacional de Adolescentes pela Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (CONAPETI), é colunista do portal de jornalismo e mobilização Rede Peteca, assinando a Coluna Quem tem boca vai à luta, diplomada como jornalista amiga da criança pela UNESCO, cientista social em formação pela Universidade Federal de São Paulo e consultora em políticas públicas para a rede de proteção.

Anna Luiza Calixto
Anna Luiza Calixto, durante palestra na Câmara Municipal de Franca 

Anna Luiza falou sobre a importância da orientação aos profissionais que autuam nos Conselhos Tutelares e destacou ‘o Conselho Tutelar que não é qualificado, que não aperfeiçoa sua didática de trabalho e o método de atuação diária, e suas atribuições, tende a violar os direitos das crianças e adolescentes na base, no território mais vulnerável, nas áreas mais periféricas e nos gargalos das violências e violações’

E enfatizou ‘capacitar é direta e indiretamente garantir os direitos das crianças e adolescentes na base (..) nós estamos preparando a rede de proteção para receber as crianças e adolescentes vítimas de inúmeras violências’

Anna Luiza comentou sua preocupação com os números alarmantes de casos de exploração sexual no país e disse ‘considerando que nós temos uma criança e adolescente vítima de violência sexual por minuto é muito provável que uma delas esteja ao nosso redor’

E alertou ‘não existe vacina contra violência sexual, nenhuma criança está imune. E é por isso que nós precisamos preparar, capacitar, e qualificar a rede para zelar o cumprimento de direitos de crianças e adolescentes nossa prioridade absoluta’

Saiba mais sobre as informações da Câmara Municipal de Franca pelas redes sociais FacebookYoutubeTwitter Instagram. E também pela TV Câmara pelo canal aberto digital 6.3

(Comunicação Institucional da Câmara)