Policiais ambientais são homenageados na Câmara

Policiais ambientais exibem láurea de mérito pessoal concedida pela Polícia Militar durante sessão solene

Uma sessão solene comemorou o Dia do Policial Ambiental na manhã de hoje, 07, no Plenário da Câmara Municipal de Franca. A data comemorativa foi instituída pela Lei nº 7.061/2008, de autoria do ex-vereador Sargento Mambrini. Já a solenidade foi requisitada por meio do Requerimento nº 194/2019, de autoria do vereador Della Motta (Podemos). O evento foi transmitido ao vivo pelo canal aberto digital 61.3, canal 6 da NET e pelo Youtube da Câmara (assista o evento aqui: https://youtu.be/h-ND2Y5ykx0).

A sessão foi presidida pelo vereador Pastor Palamoni (PSB). Também compuseram a Mesa de Honra Della Motta; o comandante interino da 3ª Companhia da Polícia Ambiental de Franca, capitão Robson Alessandro Barbosa; a coordenadora interna operacional da Polícia Militar, capitã Claudia Lança; o capitão do Corpo de Bombeiros,  Marcel Filippin; o coronel João Paulo Macedo Brandão Júnior; o promotor de Justiça recém-aposentado, Fernando de Andrade Martins; o promotor de Justiça de Ituverava, Erton Evandro de Souza David; o reitor da Uni-Facef (Centro Universitário de Franca), José Alfredo de Pádua Guerra; o assessor de gabinete da Prefeitura, Deyvid Alves da Silveira e o gerente da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), Alessandro Palma.  

Os parlamentares Adérmis Marini (PSDB), Arroizinho (MDB), Claudinei da Rocha (PSB), Cristina Vitorino (PRB), Kaká (PSDB) e Nirley de Souza (PP) também marcaram presença na solenidade. O vereador Marco Garcia (Cidadania) esteve representado pelo seu assessor parlamentar.

Durante o evento, foi lido um breve histórico da 3ª Companhia da Polícia Ambiental e das suas estatísticas do ano passado. O órgão realizou 414 intervenções em áreas de pesca; apreendeu 11.014 metros de redes, 724 quilos de peixe e 1227 aves silvestres; fiscalizou 15 madeireiras, apreendendo 109,49 m³ de madeira irregular; registrou 2667 ocorrências ambientais; fiscalizou 2153 focos de incêndio; recolheu 25 armas e 279 munições e firmou 100 Termos de Compromisso de recuperação ambiental de áreas degradadas. Em seguida, um vídeo institucional do 4º Batalhão de Polícia Militar Ambiental foi exibido.

Ao todo, foram entregues 24 placas, diplomas e medalhas pela Casa de Leis francana, pela Polícia Militar e pela Polícia Militar Ambiental. Esta última, especificamente, entregou homenagens a três dos seus amigos e parceiros: Dr. Erton Evandro de Souza David, Eliana Jacintho de Lima Goulart Giuberti e Prof. Dr. José Alfredo de Pádua Guerra.

Os policiais militares ambientais destaques foram os cabos Gildo Marcos Nascimento, Maikon Donizete de Melo, André Luis dos Santos, Ramis Josentino Santos Coelho, Marcelo dos Reis Carvalho, Thiago Rogério da Silva, Guilherme Sandoval Monteiro e Eduardo Augusto Costa e o 1º tenente Antônio Carlos de Souza Pilon.

O policial ambiental veterano, o 3º sargento Edilson Pereira Duarte, também recebeu honrarias da Casa de Lei. Os cabos Guilherme Sandoval Monteiro, Maikon Donizete de Melo e Saulo de Oliveira Gimenes foram agraciados com o título de Destaques do Ano. Já as láureas de mérito pessoal foram entregues pela Polícia Militar aos cabos Everton Brasil Cardoso, Marco Antônio Alves Camilo, Frederico Augusto Lopes Santos, Marcelo dos Reis Carvalho, Maikon Donizete de Melo, André Luis dos Santos e ao soldado Marco Vinicius da Silva.

Fernando Martins recebeu uma Moção de Aplausos, também de autoria de Della Motta. A própria Polícia Ambiental foi presenteada com uma placa pela LBV (Legião da Boa Vontade), e, depois, o cabo Ramsés Thomas interpretou a canção “Semente”, tema mundial do meio ambiente.  

As autoridades, então, fizeram uso da palavra. Deyvid desejou sucesso aos policiais ambientais, enquanto que Della Motta cobrou mais reconhecimento à categoria.  “É de suma importância a valorização do policial ambiental, porque o policial militar faz o sacrífico da própria vida. É uma tropa que está doente e estressada. Tem que haver uma conversação. Nunca fomos tão fortes, não podemos agora nos dividir”, afirmou o parlamentar.

Já Fernando Martins se emocionou com as homenagens e elogiou a corporação. “Os maiores servidores que eu conheci foram especialmente os policiais militares. O policial militar é protagonista imediato de comportamentos absolutamente fundamentais para a realização da Justiça”, afirmou.

Robson Barbosa pediu aos policiais homenageados que não fizessem seu trabalho por láureas. “Com a sua farda, você pode ser a última esperança das pessoas no outro ponto da linha”, disse. Por fim, a pastora Miriam Carvalho fez uma oração e abençoou os policiais presentes, assim como a Casa de Leis. A sessão solene foi encerrada com a execução da Canção da Polícia Militar.

 

(Comunicação Institucional Câmara)