Sessão Solene da Câmara homenageia ESAC

Ex-alunos da ESAC posam em primeiro plano em frente à Mesa Diretora do Plenário da Câmara Municipal, com autoridades da ESAC, Prefeitura e Câmara ao fundo

O Plenário da Câmara ficou lotado na noite de ontem, 22, em virtude da Sessão Solene em homenagem à ESAC (Escola de Aprendizagem e Cidadania de Franca). A solenidade cumpre o disposto na Lei Municipal nº 7.879/2013, que Institui o Troféu ESAC e dá outras providências.

O Troféu ESAC tem por objetivo homenagear jovens, adolescentes e demais membros da  ESAC, ex-Guarda Mirim de Franca. Os nomes dos homenageados foram indicados pela própria Escola.

A cerimônia foi presidida pelo vereador Pastor Otávio (PTB), co-autor da lei nº 7.879 (juntamente com o ex-vereador Delegado Radaeli). Também compuseram a Mesa de Honra o vereador Adérmis Marini (PSDB); o diretor do Fussol (Fundo Social de Solidariedade) e representante do prefeito Gilson de Souza (DEM), Alexandre Alonso; o presidente da ESAC, Luiz Mauro Costa Queiroz; a gerente administrativa e assistente social da ESAC, Geraldine Menezes; o vice-reitor do Uni-Facef (Centro Universitário de Franca), Alfredo José Machado Neto; e o rotariano Antônio Lázaro Magalhães, assim como ex-alunos da ESAC.

Depois da execução dos hinos nacionais e da Franca, um vídeo institucional da ESAC foi exibido e foi lido o Requerimento que solicitou a realização da homenagem. O coral Sol Maior também se apresentou, emocionando a todos os presentes. O ponto alto do evento foi a entrega das homenagens, para ex-guardas mirins, ex-aprendizes, para a Uni-Facef (empresa parceira da ESAC) e para Magalhães.

Em seu discurso, o presidente da ESAC, Luiz Mauro Costa Queiroz, explicou que a Escola passa por dificuldades financeiras e queixou-se da falta de respaldo do Poder Executivo Municipal. Ele afirmou que o déficit enfrentando pela instituição pode fazer com que ela feche as portas. “Usem a Área Azul, a nossa renda vem de lá. Quando você para numa vaga por uma hora ou uma hora e meia, esse dinheiro é revertido para a formação de pessoas”, pediu. Pastor Otávio, então, informou que o prefeito Gilson de Souza concordou em repassar uma subvenção à ESAC.

Geraldine elogiou o trabalho da diretoria da ESAC, e Alonso se comprometeu a encaminhar ao Prefeito as reivindicações da Escola. Os ex-alunos da instituição também puderam discursar na Tribuna, como Douglas Hygino Silva e Bruno da Silva Oliveira, contando suas experiências na Escola e como a oportunidade os auxiliou no decorrer de suas vidas. “São 40 mil vidas transformadas nos 50 anos de existência da ESAC”, comentou Oliveira.

O vice-reitor do Uni-Facef também fez uso da palavra, relembrando o histórico da parceria que o Centro Universitário mantém com a Escola, que se iniciou em 2001 com a contratação de um estagiário. “As nuvens negras que estão no horizonte da Esac vão se dissipar. Precisamos sensibilizar as autoridades”, afirmou Machado Neto.

A solenidade foi encerrada com mais uma apresentação do coral Sol Maior. O vídeo do evento na íntegra pode ser assistido no Youtube, através do link: https://www.youtube.com/watch?v=py-1Hsnjbso.