Filhos de Miguel Berdú fazem apelo na Câmara

(Esq. para a dir.) João, Maria Elizabete e Ivete Berdú pedem ajuda na Tribuna para encontrar o pai

A família de Miguel Berdú Egéa, aposentado de 87 anos que está desaparecido desde o dia 4 de fevereiro deste ano, pediu ajuda para encontrá-lo durante a 12ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Franca. Os filhos do idoso, Maria Elizabete, Ivete e João Berdú, utilizaram a Tribuna para explicar o caso do desaparecimento de seu pai, que ocorreu no Jardim Guanabara. Ele sofre de Doença de Alzheimer no estágio inicial, o que afeta o seu senso de direção mas não a sua lucidez.

“Todas as ações possíveis foram realizadas. Contatamos a família e a imprensa, asilos e IML (Instituto Médico Legal) de Franca e região, usamos as redes sociais, fizemos carreatas e panfletagens. Já buscamos as matas da cidade inteira. A gente não tem um minuto de paz, só incógnitas: o que aconteceu com ele? Faço um apelo para que continuem a nos ajudar a encontrá-lo. Queremos fechar um ciclo que não se fechou”, implorou Maria Elizabete.

A filha de Miguel também fez uma solicitação à população de Franca: que as pessoas prestassem mais atenção àqueles ao seu entorno. “Quantos não desaparecerão, porque a população está envelhecendo?”, indagou. Ela declarou eterna gratidão à população de Franca e região pelas manifestações de apoio. Ao final do discurso, o presidente da Câmara Municipal de Franca, Donizete da Farmácia (PSDB), em nome de toda a Câmara Municipal, prestou solidariedade aos filhos e demais parentes do aposentado e desejou que Miguel seja encontrado.

Quem tiver informações sobre Miguel Berdú pode entrar em contato com Márcia Berdú (16 99464-0952) ou Fernanda Berdú (11 99476-8460).