Câmara realiza sessão pelos 50 anos da Francal

Câmara realiza sessão pelos 50 anos da Francal

A Câmara Municipal de Franca realizará uma importante solenidade, na próxima sexta-feira, a partir das 20 horas. Trata-se de homenagem a uma das principais empresas do ramo de feiras da América Latina, a Francal, que realizará, este ano, sua 50ª feira voltada ao setor calçadista.

A iniciativa da solenidade é dos vereadores Pastor Otávio Pinheiro (PTB) e Nirley de Souza, que destacam a importância da Francal no cenário local e internacional quanto a feiras calçadistas.

“A Francal leva o nome da cidade a todo país e ao mundo, pois tem o reconhecimento internacional como grande geradora de negócios e, consequentemente, de trabalho para nossa população”, disse Pastor Otávio.

Para Nirley, a sessão solene desta sexta-feira será uma forma de agradecer à Francal Feiras os relevantes serviços prestados à comunidade local ao longo das últimas cinco décadas.

“A gente que acompanhou essa trajetória da Francal, que hoje tem esse grande porte e nível internacional, entende a importância de reconhecer o trabalho realizado em prol do calçado e da geração de negócios e renda para o setor”, afirmou Nirley.

E a história da Francal, de fato, é rica. O primeiro evento ocorreu no distante ano de 1969, quando o então prefeito de Franca, José Lancha Filho, decidiu realizar na cidade uma feira para exposição e venda de calçados. 

No ano seguinte, nasceria a Francal Feiras, promotora de feiras de negócios. E vieram novas feiras: em 1970, no Palmeirinhas, com estrutura de madeira e cobertura de lona nos estandes; em 1971, no Ceagesp, foi quando o evento começou a tomar formato de feira de calçados.

E assim, crescendo ano a ano e buscando a evolução contínua, a Francal foi tomando corpo. Em 1972, já foi realizada no primeiro dos pavilhões localizados no complexo poliesportivo de Franca. Foi se expandindo, ocupou o segundo pavilhão e permaneceu na cidade até 1982. 

“Foi quando a Prefeitura decidiu que deixaria o evento, que passou a ser gerido plenamente por empresários do setor. O Miguel foi o primeiro a entrar como sócio, depois eu, e os demais proprietários atuais foram também somando conosco”, disse o empresário Carlos Brigagão.

Em 1983, em uma iniciativa ousada, a Francal migrou para São Paulo, na gestão do presidente Miguel Bettarello. “Em Franca, não havia rede hoteleira que comportasse a feira. A cidade também era carente de entretenimento e infraestrutura. A gente queria uma feira totalmente técnica e por isso a escolha foi São Paulo”, disse Miguel.

Ao longo desses anos, participaram da feira presidentes da República, ministros de Estado, senadores, deputados, governadores, secretários, prefeitos, vereadores e as principais lideranças empresariais do Brasil, além de lojistas de todo o país e dos mais relevantes mercados mundiais.

Entre os presidentes, somados os períodos de Franca e São Paulo, prestigiaram a Francal: Costa e Silva, Geisel, Figueiredo, José Alencar e Lula; os governadores de São Paulo: Paulo Maluf, Luís Antônio Fleury, Laudo Natel, José Maria Marín, Franco Montoro (acompanhado do então secretário de Segurança Pública, Michel Temer), Mário Covas, José Serra, Claúdio Lembo e Geraldo Alckmin. Para este ano, Márcio França, recém empossado, é esperado.

Os empresários disseram ainda que a visita de tantas autoridades trazia benefícios para toda a cidade, como recursos para a Santa Casa e o pioneirismo em serviços federais, como o Telex, DDD (Discagem Direta a Distância) e o Cacex (Carteira de Comércio Exterior do Banco do Brasil).

A relevância da feira Francal é evidente. Na última edição, por exemplo, a 49ª, realizada no ano passado, foram 500 expositores, de 1,5 mil marcas, que trouxeram ao mercado lançamentos para a temporada primavera verão deste ano e contemplaram negócios relevantes com lojistas de todo o Brasil e importadores dos cinco continentes.

“Não poderíamos deixar uma data tão importante, como o cinquentenário, passar em branco. Por isso, o vereador Nirley e eu decidimos, com o apoio dos demais colegas, fazer esta solenidade. E espero que a população se faça presente para acompanhar a sessão na Câmara”, disse Pastor Otávio.