Vergara contesta valores para saúde e funcionalismo

Vergara contesta valores para saúde e funcionalismo

Foi realizada esta semana uma audiência pública para discussão do Projeto de Lei Orçamentária para o exercício 2017. Vereadores, servidores ligados à área de Finanças e orçamento e o público participaram do encontro.

Na terça-feira, o projeto de lei já passou pela Câmara Municipal e foi aprovado em primeiro turno. Um dos parlamentares que tèm acompanhado a projeção de valores para o ano que vem é Vergara (PSB). Ele afirmou que conferiu item a item o que a Prefeitura pretende investir no ano que vem e que há pontos preocupantes.

“Estou preocupado quanto ao orçamento em relação à não previsão de recursos para a Santa Casa e o Hospital Allan Kardec, bem como o limite prudencial com os valores de repasse para os trabalhadores servidores públicos e a diminuição dos valores da saúde”, disse Vergara.

Para o vereador, a saúde e o funcionalismo são pontos fundamentais para que o governo municipal mantenha a estabilidade nos atendimentos prestados à população. “Acompanharei sempre o que é feito em relação a essas duas áreas e, se não estiver satisfatório, vamos agir com certeza”, disse Vergara